Procure um Médico

1ª Turma de Capacitação Musical se forma na Santa Casa

26 de março de 2019

O curso foi realizado na Santa Casa de Valinhos, durante seis meses com início em outubro de 2018.

 Terminou sábado, 23, o 1º curso de Capacitação Musical para Cuidados de Ambientes de Internação Hospitalar, realizado na Santa Casa de Valinhos, com a duração de seis meses, com uma aula por mês, sob a orientação de Wilson Brisola Faro.

A vivência dos músicos aconteceu em vários momentos, mas no encerramento nos corredores do hospital e também de forma muito especial no Recanto dos Velhinhos de Valinhos.

O trabalho inédito na cidade, contou com um grupo pequeno, que deverá reverberar intensamente na cidade. O Curso Musical para Cuidados de Ambientes de Internação Hospitalar está inserido dentro da proposta de humanização do espaço hospitalar, propondo segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – Qualidade de Vida.

Wilson Brisola Faro, músico habilitado pelo conservatório Estadual Dr. Carlos de Campos de Tatuí, especialista nos métodos de educação musical Edgar Willems e Zoltán Kodály, é músico hospitalar, reconhecido como músico atuante na área social e saúde pela Universidade de Strasburgo.

 “Esse projeto de vanguarda que está sendo implantado na Santa Casa de Valinhos e que pode se ampliado para lares de cuidados de idosos, não é um projeto para pacientes, mas para ambiente hospitalar, para o cuidador, para família e todos que estão Inseridos como recepcionistas, secretários, médicos, equipe de enfermagem, manutenção, lavanderia, cozinheiros, etc.”, explica o professor.

A aluna Cinara Vieira que já tinha feito um trabalho no CAISM da Unicamp, disse foi uma experiência gratificante. “Estamos levando um pouco de nós, a nossa voz e o instrumento, só de passar pelo corredor há reverberação do som que entra e chega ao paciente e acompanhante”.

Pastor Hiran Pimentel responsável pelo Projeto Apaixonados por Saúde, que promoveu esse trabalho na Santa Casa de Valinhos, disse que observou durante as intervenções, que a emoção que eles provocaram foi positiva, trouxe alegria, quando é negativa a pessoa adoece. “Esse processo é gratificante é uma das propostas que trouxemos para o hospital humanizado, respeitando o paciente e levando a ele uma emoção positiva e de amor”, lembra Pr. Hiran.

Também Carlos Rezende falou emocionado que esteve na condição de paciente, internado por 33 dias, inclusive na UTI. “Sou músico e queria ver a abordagem do prof. Wilson, ele se esmera em cada detalhe, porque o foco é o paciente, onde procura levar conforto, alegria. Queria ver de perto e também poder praticar”.

O voluntário do Recanto dos Velhinhos de Valinhos – Renato Sene conhecido com o Cebola, disse que o curso veio preencher um vazio na curta carreira de músico. “Gostei muito e quero continuar”.

Para o professor Wilson esse foi um projeto piloto. “Agradeço a fidelidade dos que ficaram até o fim, vocês estavam abertos e se deixaram conduzir, experimentar, conhecer pessoas. Quero que estejam mais atentos aos sinais da vida e se coloquem no lugar do outro. Estou orgulho de vocês”.

Para fechar de forma especial esse 1º curso, os alunos fizeram uma vivência no Recanto dos Velhinhos de Valinhos e cantaram para todos, alguns acompanharam juntos, mostrando que a música traz alegria e encantamento.