Procure um Médico

Santa Casa recebe doações de equipamentos de uso hospitalar contra o Covid-19

31 de março de 2020

Empresários 40 máscaras confeccionados por meio da tecnologia de impressora 3D

Nem só de más notícias vivemos ultimamente, mas de muita solidariedade. A Santa Casa de Valinhos recebeu na sexta-feira, 27, uma doação de protetores faciais (face shields) para a área de saúde, confeccionados por meio da tecnologia de impressora 3D, considerando as normas da Anvisa.

O Superintendente Fernando Pozzuto recebeu os 40 protetores faciais que foram doados pela empresa de equipamentos médicos, Vitaltech – Comércio e Serviços, em parceria com a FORG3D, empresa que desenvolve soluções por meio de impressão em 3D. 

O representante da Vitaltech, Thiago Godoy e o representante da FORG3D, Leonardo Samogini, estiveram na Santa Casa e explicaram que o projeto dos protetores faciais foi desenvolvido no exterior para combater o Covid-19. Trata-se de um equipamento que protege seu usuário, normalmente um profissional de saúde ou pessoa já infectada, no que diz respeito à proliferação/contato com o vírus, sendo que todo material utilizado para confecção das peças impressas em 3D, foi doado pela GTMax3D e os acetatos, componentes que integrados às peças resultam no visor do equipamento, foram doados pelos moradores de Valinhos e Vinhedo.

Também na segunda-feira, 30 de março, Dr Luís Fernando Affini Borsi, fez a doação de mais 30 máscaras para uso na Santa Casa de Valinhos.

Ainda na segunda-feira foi anunciada uma verba de R$100 mil reais para a Santa Casa, do Ministério Público do Trabalho (MPT), para custeio de despesas com materiais e suprimentos específicos para atendimento de suspeitos ou adoecidos com Covid-19

O pedido do MPT, feito com urgência, foi deferido pelo juiz Vinícius de Miranda Taveira, da 5ª Vara do Trabalho de Campinas, autorizando a destinação dos valores já depositados em conta judicial, nos autos de um processo contra uma grande metalúrgica da Região Metropolitana de Campinas.

Conforme esclareceu o Superintendente Fernando Pozzuto, todos os recursos são bem vindos, mas precisamos de mais, porque os valores que estão sendo cobrados pelos materiais indispensáveis na Santa Casa nesse momento, como máscaras, álcool gel, luvas, aventais, etc, estão com preços superfaturados por conta da demanda e daí a necessidade de ajuda, por isso o Projeto Apaixonados por Saúde junto com um grupo de empresários criou o Fundo Cívico, onde a ajuda de todos vai resultar na saúde da população e o combate ao COVID 19.